segunda-feira, 14 de junho de 2010

Descida do leite após a cesárea

Por Adriana Tanese Nogueira

Após um parto cesáreo de emergência e um eletivo o leite chega ao mesmo tempo ou demora mais no primeiro caso? Será a cesárea programada favorável à amamentação?

Nunca havia ouvido falar dessa questão e foi uma das alunas do nosso curso de capacitação em conselheira de Aleitamento Materno, a qual teve uma cesárea aparentemente de emergência, que a colocou. Responde a
formadora Maru Drexler. “Me disseram que nas mulheres que têm uma cesárea não programada, ou seja, que recebem a anesteia normal, o leite demora mais em descer. Me mataram com esse comentário!!! Dizem que às que fazem uma cesárea eletiva dão um coquetel de hormônios e por este motivo o leite desce tão rápido como se elas tivessem tido um parto normal… Sandra, Argentina

“Oi Sandra, Até onde eu sei, tanto numa mulher com cesárea eletiva tanto naquela com cesárea não programada, a descida do leite demora tempos similares. Em qualquer caso, o leite demora mais em descer
(sempre falando em geral) do que num parto vaginal. Calcula-se que num parto normal demore cerca de 48 horas e numa cesárea 72h. Não há nada de mal nisso, e não é preciso interferir. Os bebês têm reservas. O que se deve propiciar SEMPRE é o contato imediato, dentro do possível, do bebê com a mãe e o peito, ou, pelo menos na primeira hora de vida do recém-nascido. Isso favorece o vínculo e a descida do leite. Inclusive, a mãe terá colostro disponível e quanto mais rápido for o contato, mais a glândula mamária será estimulada, e com ela a baixada do leite. Outra coisa que ajuda é o bebê ser a amamentado sob livre demanda. Beijos Maru Drexler

Conclusão: cuidado com as mitologias. Não vamos aumentar a iatrogenia da cesárea com mais iatrogenia, tentando consertar o que não precisa de intervenção mas de sabedoria.

Postado por Adriana Tanese Nogueira no Humanização Esperta em 6/14/2010.

3 comentários:

  1. E se o leite nao descer durante 1 semana ou mais, depois do nascimento, nao devo interferir? sera que o bebe vai sobreviver sem nenhum tipo de suplemento alimentar durante uma semana?

    Digo isso porque tenho uma amiga que ficou durante uma semana sem o leite descer, mesmo com as estimulacoes e massagens dos seios. E o bebe so chorava de fome, tiverao que dar soro fisiologico o bebe que era para se hidratar...

    Nessas situacoes o que que se deve fazer na realidade?

    ResponderExcluir
  2. Olá Jaqueline, primeiro vamos diferenciar a descida do leite, da descida do colostro que é bem mais rápida! Antes da descida doleite em 48 horas ou 72 horas como levanta os estudos existe aplgumas horas após oparto a descida do colostro, que graças a sucção o bebê desce bem rápido, quanto mais o beber sugar mais cedo ele terá contato com o colostro. O colostro é uma éspecie de leite mais concentrado, com bastante nutrientes e anticorpos suficientes para manter o bebê hidratado, nutrido e protegido assim que a amamentação se inicia. É importante resslatar que do ponto de vista nutrional e principalm,ente energético o bebê apresenta uma reserva que o garante por 12 horas, após este tempo ou colostro ou leite artificial se fará necessário, do contrário corre o risco sério inclusive de uma queda grande de glicemia no seu sangue.

    No caso do bebê da sua amiga infelizmente o melhor teria sido o leite artificial, correndo o risco de maior dificuldade para ele aceitar o aleitamento materno após uma semana, mas principalmente se o bebê recer o leite articicial sem bicos artificiais, isto é recebendo num copinho.

    Existem técnica de realeilatamento (para mães que cessaram sua produção ou mães adotiva) que além de tomar hormônio a mãe coloca o bebê para sugar sua mama (o que por si só é um grande estimulo para a produção de leite materno) e se coloca uma espécie de canudinho no mamilo da mãe conectado ao leite artificial, até a produção e descida de leite materno se iniciar.
    De inicio o bebê deve estranhar a sensação de saciedade, que é muito maior quando ele ingere o leite artificial, já que inclusive sua digestão é bem mais difícil, mas logo o aleitamento engatar ele reencontra este equilibrio, principalmente num regime de livre demanda.
    Oferecer leite articial a um bebê é o mesmo que oferecer uma super feijoada a um adulto, mas no caso da ausência de leite humano, por todas as necessidades nutricionais que o bebê precisa inclusive para o garantir o ganho de peso importantíssimo nesta fase inicial extra uterina.

    ResponderExcluir
  3. Gente eu estava desesperada até ler esse post.
    Meu leite parece que ainda não desceu e meu filho já tem 5 dias de vida e estou amamentando ele , não sei se é colostro, mas acredito que já seja o leite, só que não é aquele jato como de costume, é pouco e por esse motivo ele mama mts vezes e chora algumas dessas por não conseguir sugar.
    eu nervosa que sou acabo chorando e me desesperando por não conseguir dar de mamar para ele, e fico imagino sua fome.
    mas com esse post fiquei mais tranquila.
    e sei que tenho leite e tal, mas que tenho que ter paciencia e calma para que seja o tal do jato .

    ResponderExcluir